Bem vindo! Willkommen! Você chegou  a “casa virtual” da Zotter Chocolates. Aqui você encontra notícias sobre os bastidores da fantástica fábrica de chocolates, detalhes e curiosidades sobre nossas linhas de produto, novidades sobre orgânicos e comércio justo, receitas de lamber os beiços e muito mais.

  • Academy-Of-LondonSlider

    Zotter premiado em Londres

    Chocolate Premiado em Londres Zotter ganha diversos prêmios: 2 x Ouro, 8 x Prata e 5 x Bronze Todos os...

  • Header

    Labooko Coco

    De formato pouco comum, Andreas H. Gratze optou por compor a embalagem da “barra com espírito caribenho” na Era Eduardiana...

  • Slider

    Lançamento: Labooko Superfood “Medium Raw” 75%

    A Zotter criou esse “super-chocolate”, assim chamado por conter “super ingredientes” (Superfood). Além dos anti-oxidantes contidos nos 75% de porcentagem...

  • Slider

    Chocolate da Índia?!

    Cacau da Índia? Com certeza não é de forma alguma algo a que se associe de imediato com o país...

  • SolarPanel

    De onde vem a energia?

    Global Nos meses frios, é quando se percebe mais particularmente, a ausência de energia. Alguns raios de sol podem ajudar...

  • slider

    Labooko Coco e Comfort Food

    Ao provar o chocolate Labooko coco, eu tive uma epifania. Um insight. Durante a degustação, minhas células olfativas e gustatórias...

  • ZotterHandscooped

    Biografia Zotter / Linha do Tempo

    Josef Zotter, nasce em 21. de fevereiro de 1961 em Feldbach (Estíria, Áustria). Aprendizado da profissão de cozinheiro/garçon e confeiteiro...

  • Cacaulindoslider

    Qual a diferença entre chocolate orgânico e não-orgânico?

    Esse post inaugura uma série de investigações sobre chocolate orgânico. Na verdade, de muitos dos ingredientes que estão envolvidos na...

  • ImagemSlider

    Zotter do Grão-à-Barra

    Como é feito o chocolate? O chocolatier Josef Zotter faz suas criações na propria fábrica, processo conhecido como Bean-2-Bar (Grão-à-Barra)...

  • FamiliaMitzi1

    Ousados, Selvagens e Redondos – Família Mitzi Blue

    Ousado, selvagem e redondo – Mitzi Blue está engajado com as últimas tendências. Títulos Cativantes, design moderno e um pequeno...

Ilustração1ProntaMenor

MapaProntoSinônimo de medidas econômicas neoliberais e guiada por suas leis de mercado, a globalização atual tem como principais características o alto fluxo internacional de bens e um consumo em larga escala.

Proporções desiguais. É o que tem sugerido a globalização do sistema de Livre Mercado. A alta concentração de lucro nos países desenvolvidos e as condições desumanas de trabalho por conta do meio de produção em massa são apenas algumas das críticas que o presente modelo econômico sofre.

Atualmente, no bojo da economia globalizada, países em desenvolvimento como os da América do Sul, mais precisamente o Brasil, encontram graves problemas, tais como a miséria, a desigualdade e o aumento do comércio paralelo, o que, por sua vez, está diretamente ligado à desumanas condições de trabalho, montando assim um cenário de flexibilização dos direitos sociais básicos, sendo o trabalho justo um deles.

No último Relatório do Desenvolvimento Humano realizado em 2013 pela ONU, constatou-se que até 2020 as novas parcerias comerciais estabelecidas pelos principais países em desenvolvimento (Brasil, China e Índia) superariam as realizadas por países como Canadá, França, Alemanha, Itália, Reino Unido e Estados Unidos, o que resultou na denominação do Relatório de “A Ascensão do Sul: Progresso Humano num Mundo Diversificado”.

É certo que a inserção dos países do sul no cenário da economia mundial se afirma como um grande avanço, principalmente quando se há grandes chances de se tornarem protagonistas do cenário econômico internacional. Ocorre que a globalização gera algumas consequências negativas e, para tanto, é importante observar-se os limites de um desenvolvimento sustentável.

Pensando nisso, com a proposta de um comércio equitativo, transparente e igualitário, o movimento Fair Trade consiste em promover um desenvolvimento social, econômico e ambiental por meio de práticas que visam a proteção dos direitos humanos a fim de reequilibrar as injustiças causadas pelas atuais práticas internacionais.

Familia

Em contraposição ao ideal do Livre Comércio e, visadas a longo prazo, as práticas do Comércio Justo pressupõem respeito à algumas premissas. De acordo com o movimento global Fair Trade Foundation, as principais características dessa nova alternativa de comércio são: o apoio aos agricultores menos favorecidos, o estabelecimento de um preço justo e coerente com um meio de produção digno, o respeito ao meio ambiente. É com essas medidas que o Fair Trade propõe um cenário mais justo para o desenvolvimento comercial no âmbito interno e internacional.

Incipiente no Brasil e com futuro promissor, o Fair Trade vem ganhando cada vez mais espaço e se afirma como uma proposta visionária capaz de garantir um comércio mais igualitário para todos os produtores envolvidos. Mas afinal, como funciona o Fair Trade? Como ele se desenvolveu? Quais são seus principais ramos? E, é possível haver um comércio injusto na indústria do chocolate?

O Negócio familiar Zotter
Qual é a situação dos agricultores orgânicos nas montanhas da Áustria?

2 Comments

LEAVE A COMMENT

FEEDBACK