Bem vindo! Willkommen! Você chegou  a “casa virtual” da Zotter Chocolates. Aqui você encontra notícias sobre os bastidores da fantástica fábrica de chocolates, detalhes e curiosidades sobre nossas linhas de produto, novidades sobre orgânicos e comércio justo, receitas de lamber os beiços e muito mais.

  • Academy-Of-LondonSlider

    Zotter premiado em Londres

    Chocolate Premiado em Londres Zotter ganha diversos prêmios: 2 x Ouro, 8 x Prata e 5 x Bronze Todos os...

  • Header

    Labooko Coco

    De formato pouco comum, Andreas H. Gratze optou por compor a embalagem da “barra com espírito caribenho” na Era Eduardiana...

  • Slider

    Lançamento: Labooko Superfood “Medium Raw” 75%

    A Zotter criou esse “super-chocolate”, assim chamado por conter “super ingredientes” (Superfood). Além dos anti-oxidantes contidos nos 75% de porcentagem...

  • Slider

    Chocolate da Índia?!

    Cacau da Índia? Com certeza não é de forma alguma algo a que se associe de imediato com o país...

  • SolarPanel

    De onde vem a energia?

    Global Nos meses frios, é quando se percebe mais particularmente, a ausência de energia. Alguns raios de sol podem ajudar...

  • slider

    Labooko Coco e Comfort Food

    Ao provar o chocolate Labooko coco, eu tive uma epifania. Um insight. Durante a degustação, minhas células olfativas e gustatórias...

  • ZotterHandscooped

    Biografia Zotter / Linha do Tempo

    Josef Zotter, nasce em 21. de fevereiro de 1961 em Feldbach (Estíria, Áustria). Aprendizado da profissão de cozinheiro/garçon e confeiteiro...

  • Cacaulindoslider

    Qual a diferença entre chocolate orgânico e não-orgânico?

    Esse post inaugura uma série de investigações sobre chocolate orgânico. Na verdade, de muitos dos ingredientes que estão envolvidos na...

  • ImagemSlider

    Zotter do Grão-à-Barra

    Como é feito o chocolate? O chocolatier Josef Zotter faz suas criações na propria fábrica, processo conhecido como Bean-2-Bar (Grão-à-Barra)...

  • FamiliaMitzi1

    Ousados, Selvagens e Redondos – Família Mitzi Blue

    Ousado, selvagem e redondo – Mitzi Blue está engajado com as últimas tendências. Títulos Cativantes, design moderno e um pequeno...

35Bra5

A lady que nobremente apresenta-se representando as suculentas barras Labooko manufaturadas com cacau do Brasil remota diretamente ao blanquiamento[1], que de forma surpreendente ainda é uma maneira de inserção social e atitude colonizada em várias partes do globo.

O uso das manoplas (gauntlets) e da tira franzida em volta do pescoço (ruff) impecavelmente alvas é a perfeita síntese do processo abordado aqui. O cabelo meticulosamente penteado tal qual o da upper-class reforça de forma incisiva o mimetismo.

35Bra1

Esse processo é observado naquele que é considerado o primeiro filme sonoro: The jazz singer (1927). No filme, aparece um novo extrato, a chamada Blackface[2].

35Bra2

Toda essa tensão étnica ilustrada pela delicada personagem Brazil 35% é de fato elucidativa do porquê nossa elegante dama traja-se de tal forma.

35Bra3

O cacau sim, é de fato nobilíssimo e o comentário de Andreas H. Gratze parte desse ponto, ao tomar momentos controversos da história da diáspora africana e redefiní-los em atitude afirmativa. Zotter compartilha com seu público a sofisticação completa da mistura de grãos nobres com um perfume de baunilha. Sublime!

Aonde encontrar, na nossa loja virtual —> http://bit.ly/1b3XQSX

[1] Clareamento: é uma prática social, política e econômica utilizado em muitos países pós-coloniais para “melhorar a raça” (mejorar la raza) para um suposto ideal de brancura (Rahier, JM “Política do corpo em preto e branco: Senhoras, Mujeres, Clareamento e Senhorita Esmeraldes 1997-1998, Equador “Equador, Mulheres & Performance: um jornal da teoria feminista 11.1
O termo clareamento está enraizado na América Latina e é usado mais ou menos como sinônimo de branqueamento racial. No entanto, o clareamento pode ser considerado tanto no sentido simbólico e biológico. (Sawyer, MQ, e TS Paschel. “Nós não cruzamos a linha da cor, a linha de cor nos cruzou” ; ‘Negritude e Imigração da República Dominicana, Porto Rico, e os Estados Unidos’. Du Bois revisão 4.2 (2007) : 303-315.
Simbolicamente, clareamento representa uma ideologia que surgiu a partir de legados do Colonialismo Europeu, descrita pela teoria de Anibal Quijano sobre o Poder da Colonialidade, que atende a dominação branca em hierarquias sociais. (Montalvo, FF, e GE Codina. “Cor da pele e Latinos nos Estados Unidos” Etnias 1.3 (2001): 321-41.
Biologicamente, clareamento é o processo de clareamento por se casar com um indivíduo de pele mais clara, a fim de produzir descendentes de pele mais clara.

[2] Blackface: é uma forma de composição teatral usada por artistas para representar uma pessoa negra. A prática ganhou popularidade durante o século 19 e contribuiu para a proliferação de estereótipos, como o “happy-go-lucky escuro na plantação” ou “coon dandified”. Em 1848, shows de menestréis Blackface eram uma arte nacional americana da época, traduzindo arte formal, como ópera em termos populares para o público em geral. No início do século 20, Blackface ramificou-se a partir do menestrel show e se tornou uma forma em seu próprio direito, até que terminou nos Estados Unidos com o Movimento dos Direitos Civis nos EUA de 1960. http://en.wikipedia.org/wiki/Blackface (recuperado 14/12/2014).

 

 

 

25 Anos de Zotter - 20 Anos de chocolates feitos à mão
Labooko Peru 100%

2 Comments

LEAVE A COMMENT
    • ZotterBrasil

FEEDBACK